sábado, 17 de junho de 2017

As palavras que precisamos deixar hoje são súplicas do Plano superior em benefício daqueles que padecem do mal da ambição e vaidade.

Queridos irmãos trabalhadores da paz, as palavras que precisamos deixar hoje são súplicas do Plano superior em benefício daqueles que padecem do mal da ambição e vaidade. Já foi dito aos amados irmãos que nossa pátria amada juntamente com o planeta passam por profundas transformações, não mais existirão mistérios, máscaras, o expurgo da imoralidade, do desamor e de todas as chagas que habitam nosso planeta está ocorrendo e ainda teremos longas datas para a conclusão dessa etapa. Pedimos aos amados que não cultivem a energia do ódio e revanche, substituam os sentimentos contrários à compaixão, os comentários odiosos àqueles governantes que, infelizmente, falharam na missão nobre que lhe foram confiadas, são irmãos que já padecem a dor do fracasso moral, necessitam de preces amorosas para suportar o sofrimento da culpa e a expiação fracassada, não os julguem, todos já passamos por inúmeras provações das quais fracassamos e fomos perdoados pelo Criador, lembremos sempre do exemplo genuíno do Mestre Nazareno que mesmo na cruz elevou-se e pediu ao Pai o perdão aos seus algozes, pois eles não sabiam o que faziam. A energia que vislubramos no nosso amado Planeta é densa, para que possamos atravessaar essa barreira precisamos nos guiar pelas luzes da oração amorosa dos amados trabalhadores da última hora, no Plano de Deus não há acasos, estão todos colocados estrategicamente no lugar certo, no momento certo para que pudessem cumprir o papel de cendeeiros, brilhem meus queridos, sois luzes que precisam brilhar para nos guiar até o socorro, nunca estiveram sós e jamais estarão, são todos possuidores do poder da transformaçaõ, não deixem de brilhar.

sexta-feira, 9 de junho de 2017

Psicografia consoladora de Rute para sua mãezinha



Inesquecível Mãe,


Qual filho seria capaz de esquecer tanto amor, tantos cuidados, tantas noites de insônia, conselhos, preocupações e devotamento.
Mãe, não te esqueço por um minuto, mas tenho que seguir minha caminhada pela eternidade adentro, não nos é permitido parar nunca, é vida é um contínuo, seria egoísmo, preguiça parar no meio do caminho, envolvido em lamentações.
Adorada mãezinha, amo a vida, amo a pessoa que estou me tornando, olhar a existência desse outro lado é bem mais esclarecedor, cai o véu de muitas considerações inadequadas que possuímos.
Do mesmo modo que busco dar continuidade aos meus projetos, trabalho, sonhos, peço encarecidamente mãezinha, que dê continuidade à sua vida na terra, quão boa foi a nossa convivência, isso já é um enorme motivo de agradecimento, foram 36 anos de muito amor e afinidades. Amo-te infinitamente, não existem culpas na minha partida, vi o quanto vocês se culparam por não darem importância às minhas dores, que vieram com aparência abrupta para o meu corpo, porém foi como um bálsamo para minha alma.
Mãe, fui muito cuidada, amada e amparada, nada sofri, apenas a decisão e emoção na partida, a saudade me causou muitas emoções, mas também estava certa que você e o pai ficariam amparados por amigos e familiares e também por amigos e familiares deste lado, havia muita gente, mãe, torcendo e cuidando de nós para que tudo transcorresse na paz, não sei querida mãezinha, de onde veio tanta ajuda, nem tenho esse merecimento, mas continuo agradecendo sempre.
Fique em paz adorada família da terra, estou plenamente feliz onde me encontro, estou trabalhando, estudando, aprendendo coisas novas, há um Universo a ser desvendado.
Gostaria muito mãe, que você e o pai compreendessem a grandeza do amor do Cristo, que cura todas as dores e que sabia que nossos círculos de amor são eternos, com certeza como encontro vai acontecer, isto é a grandeza desta vida, quem ama , compreende e aceita.
Com todo o meu amor.
Rute
  Psicografia realizada  no C.E Portal da luz o dia 28 de maio de 2017

sexta-feira, 31 de março de 2017

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Sempre dói quando chegamos às nossas verdades e admitimos a inutilidade e incapacidade de sermos nossos maiores amigos e nos sustentarmos voltando para nós, para nosso interior a luz que tudo ilumina cheio de amor.

 
 DORES DA VIDA
 
 
 
Não nascemos para sofrer, a dor jamais deveria ser nossa companheira, mas o que fazemos e o que não fazemos nos levam à dor – porque dói perceber que nada fomos, que nada fizemos pelo bem de nossos próximos.
Dói sentir que o tempo passou e de nada nos serviu.
Nada fizemos por nós mesmos pelo nosso crescimento espiritual.
Oportunidades perdidas, vidas vazias, perda do tempo precioso que Deus, em Sua misericórdia nos ofereceu, nos permitiu viver.
Sempre dói quando chegamos às nossas verdades e admitimos a inutilidade e incapacidade de sermos nossos maiores amigos e nos sustentarmos voltando para nós, para nosso interior a luz que tudo ilumina cheio de amor.
Que desfaz a dor que está entranhada em nossa alma.
Estenda Suas mãos Senhor e apazigua a dor de nossa alma. Que Seu amor preencha todos os cantos sombrios de nossas lembranças.


GABRIEL
 U. E ALAN KARDEC - DOURADOS MS

 

As palavras que precisamos deixar hoje são súplicas do Plano superior em benefício daqueles que padecem do mal da ambição e vaidade.

Queridos irmãos trabalhadores da paz, as palavras que precisamos deixar hoje são súplicas do Plano superior em benefício daquel...