quinta-feira, 17 de abril de 2014

REFORMA

 REFORMA




A humanidade ainda  chora
 A colheita obrigatória
 Do plantio de outrora.
 O pranto e a dor ecoam
Nos corações dos senhores
Semeadores de horrores,
 Que em passado distante
 Fizeram a dor  e discórdia.
O mais triste desta historia,
 Ainda ousam semear,
As dores e sofrimento.
Nesta terra que transforma.
As pragas serão lançadas
Bem longe em outras paragens.
Agora aqui nesta terra,
Só poderão ser  plantadas
A bondade  e o o amor
A caridade e flores.
Agora aqui nesta terra
Não existirá espaço  
Para a discórdia nem guerra.


Portal da luz 17 de abril de 2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário

As palavras que precisamos deixar hoje são súplicas do Plano superior em benefício daqueles que padecem do mal da ambição e vaidade.

Queridos irmãos trabalhadores da paz, as palavras que precisamos deixar hoje são súplicas do Plano superior em benefício daquel...