quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

AJUDAR

AJUDAR




A oportunidade bendita de poder ajudar.
Podemos no decorrer do dia-a-dia, dentro das dificuldades e afazeres nos questionar: Por que ajudar? o que ganho com isso?

Se ainda não tivermos dentro do coração a semente do bem germinada, realmente fica difícil achar uma resposta conveniente, mas se já caminha mais ou menos em busca de paz, fica um pouco mais fácil de responder.

No início fomos criados brutos, nem bom, nem mal, mas devido a psicosfera densa do globo, muitos de nós acaba trilhando um caminho doloroso, alicerçados nos prazeres e desejos do Eu, sem se preocupar com a coletividade e com isso vamos criando inúmeros débitos que vão sendo computados na balança da justiça. É como uma curva para baixo, tudo que fazemos de ruim na descida da curva, devemos fazer o contrário para poder subir.

Existe um ponto que é muito complexo, esse ponto onde muitos de nós se encontra hoje.

Temos consciência que precisamos subir nessa curva, sabemos que temos inúmeros débitos pretéritos para serem quitados, mas não sabemos muito bem como agir.

É preciso lembrar que o julgamento divino é brando, não se baseia no "olho por olho", por isso Deus permite quitar nossos débitos com amor, Ele nos faculta isso.
E esse caminho ofertado por Ele é o caminho do bem, do ajudar ao próximo. Fazer o bem sem importar a quem! abra seu coração e por que não suas carteiras? realize obras, saciem fomes, vistem e calcem aqueles que ainda estão nus, nus de amparo e de amor. Lutem contra o egoísmo que ainda reina no coração do homem.

Hoje milhões de pessoas ainda sofrem de fome e sede, não possuem um teto para abrigá-las ou um remédio para tratar as enfermidades do corpo, aguardam pela bondade dos outros que muitas vezes fecham os olhos do corpo e da alma, e por isso continuam sofrendo através das diversas encarnações.

É preciso entender que absolutamente tudo que possuímos, até mesmo o nosso corpo é um presente de Deus para cumprirmos nossas obrigações na terra.

Diante destes conhecimentos e dos ensinamentos deixados pelo Mestre Jesus, eu vos pergunto: Por que não fazer o bem?

Mensagem psicografada na União Espírita Allan Kardec em 08/12/2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Porque Ele sabe os caminhos que todos nós devemos percorrer e o seu Julgo sempre leve para todos, indistintamente, Jesus jamais colocará um fardo pesado nos ombros daqueles que não suportarão na caminhada terrestre,

Vinde a mim todos aqueles que estão angustiados e Eu vos aliviarei, porque meu fardo é leve e meu Julgo é suave. Querido irmãos...